BAIXE O APLICATIVO E OUÇA PELO CELULAR E TABLET

RADIOS NET

POPUP MODERNO

Player Moderno PopUp

ESCUTAR NO CELULAR

BAIXE O APLICATIVO E OUÇA PELO CELULAR E TABLET

Ouça Nossa Rádio Ao Vivo - CX Radio

PARTICIPAÇÃO, OPINIÃO, AJUDAR.

GRAVAÇÃO DE PROPAGANDA, CHAMADAS.

SALGADOS D' ALINE

Internet Banda Larga ConectMais

DEPOSITE UMA AJUDA

DEPOSITE UMA AJUDA
SEJA MANTENEDOR DESTA OBRA

Parceiros

KEROS LANCHES

KEROS LANCHES
Keros Lanches em Cidade Pomar Serra - Es.

APOIAMOS O PROJETO JESUS É VIDA

QUERO AJUDAR

QUERO AJUDAR
Ajude-nos com está obra

CONTADOR DE OUVINTES

Total de visualizações de página

SOBRE NOS

Localizada em Cidade Pomar na Serra, no estado do Espírito Santo, a Rádio Aba Pai está no ar há mais de 10 anos. Sua programação inclui variedades musicais, entretenimento e informação e dirige-se a ouvintes de várias classes, credos e raças.

domingo, 4 de agosto de 2019

Lição 6 - A Mordomia da Adoração

Lições Bíblicas do 3° trimestre de 2019 - CPAD | Classe: Adultos | Data da Aula: 11 de Agosto de 2019.
TEXTO ÁUREO
"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem." (Jo 4.23)

VERDADE PRÁTICA
Deus procura os verdadeiros adoradores, e não as celebridades.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Mt 2.11: Os magos prostraram-se diante de Jesus
Terça - Jo 4.20-24: O Pai busca os verdadeiros adoradores
Quarta - Rm 12.1: O culto racional
Quinta -1 Co 6.20: Glorificando a Deus no corpo e no espírito
Sexta - Sl 96.9: Adorando na beleza da santidade
Sábado-Mt 26.39: Jesus prostrou-se em oração diante do Pai

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 4.19-26
19      - Disse-lhe a mulher. Senhor, vejo que és profeta.
20      - Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.
21      - Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
22      - Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
23- Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
24      - Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
25      - A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo.
26      - Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.

HINOS SUGERIDOS: 51,124, 533 da Harpa Cristã
OBJETIVO GERAL
Mostrar que Deus procura os verdadeiros adoradores.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
I. Conceituar a palavra Adoração;
II. Explicar como adorar a Deus;
III. Pontuar gestos e atitudes na adoração a Deus.

• INTERAGINDO COM O PROFESSOR
O culto a Deus é o momento em que Ele se encontra com o seu povo. Esse conceito tem fundamento no Antigo Testamento e é aprofundado por Jesus no Novo Testamento. Aqui, a verdadeira adoração a Deus se realiza "em espírito e em verdade". Assim, a adoração ao Pai está centrada na pessoa bendita de Jesus Cristo. Nesse sentido, não é o ritualismo ou o simbolismo que pauta a adoração, mas a pessoa de Jesus. Ele é o centro. Ele é o tudo. Ele é o nosso salvador!

PONTO CENTRAL
Deus procura os verdadeiros adoradores, e não as celebridades.

INTRODUÇÃO
No Antigo Testamento só se podia oferecer culto no Tabernáculo ou no Templo. No Novo, e do ponto de vista espiritual, Jesus Cristo aprofundou o sentido de adoração, conforme a narrativa do evangelista declara: "Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem" (Jo 4.23). Nesta lição, veremos que, diferente do Antigo Testamento, a mordomia da adoração no Novo se realiza "em espírito e em verdade". Assim, a adoração não está mais centrada no ritualismo ou no simbolismo da Antiga Aliança, mas em Cristo.

I - O QUE É ADORAÇÃO

Adoração vem do latim Adorationem. No sentido etimológico significa "culto ou veneração que se presta a uma divindade". Para o cristão, adoração é a veneração elevada que se presta ao Deus Único, que subsiste em três pessoas distintas na Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo.
1. No Antigo Testamento.
No Antigo Testamento, a palavra hebraica shaha ocorre mais de 100 vezes, e significa "curvar-se diante" ou "prostrar-se diante" de Deus. Há ainda a palavra abad, que traz os sentidos de "adorar", "trabalhar" ou "servir" a Deus (cf. 2 Rs 10.18-23). Essa é a perspectiva de adoração da Antiga Aliança. O livro do Êxodo revela que Deus mandou Moisés, Arão, Nadabe e Abiú, e os setenta anciãos, subirem ao monte e inclinarem-se de longe como sinal de reverência e adoração ao Eterno (24.1).
2. No Novo Testamento.
O Novo Testamento registra o verbo grego proskuneo 59 vezes. Ela significa "prostrar-se" ou "adorar" ou "prestar homenagem a alguém" ou "venerar" ou "ser reverente" ou "beijar a mão". Há também o verbo (prosekúnesa), que passou a significar "prostrar-se como sinal de reverência", "prestar homenagem". Nesse sentido, a narrativa da adoração dos magos a Jesus fundamenta a perspectiva de adoração da Nova Aliança (Mt 2.2,11).

3. Outras palavras relativas a adoração.
No Novo Testamento, a palavra grega latreía emprega o sentido de "serviço" de adoração no culto (Êx 12.25,26; Hb 8.5; 9.9; 13.10). Dessa palavra vem o termo idolatria, ou adoração a ídolos, prática condenada por Deus. Há também a palavra leitourgia, ou liturgia, que significava serviço prestado em favor do povo.

Atualmente, a palavra liturgia refere-se à forma de organização do culto e seu desenvolvimento. Cada denominação cristã tem uma "liturgia" em que a adoração a Deus se destaca como a essência do culto.

SÍNTESE DO TÓPICO I
Com base no Antigo e no Novo Testamento, a adoração é a veneração elevada que se presta ao Deus único e Criador.

SUBSÍDIO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO
Esse tópico tem o objetivo de explicar o conceito da palavra "adoração". Para lhe ajudar nesse propósito, sugerimos que leve em conta, quando da preparação de sua aula, o seguinte texto: o propósito da adoração é estabelecer ou dar expressão a um relacionamento entre a criatura e a divindade. A adoração é praticada prestando-se reverência e homenagem religiosa a Deus (ou a um deus) em pensamento, sentimento ou ato, com ou sem a ajuda de símbolos e ritos. [...] A adoração pura expressa a veneração sem fazer alguma petição, e pressupõe a auto renúncia e a entrega sacrificial a Deus. Estritamente falando, a adoração é a ocupação da alma com o próprio Deus, e não inclui a oração por necessidades e ação de graças pelas bênçãos" (Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2010, p.31).
II - COMO ADORAR A DEUS

1. "Em espírito e em verdade".
Após ouvir de modo atencioso e reverente a palavra de Jesus, a mulher samaritana ficou impressionada e o reconheceu como profeta (Jo 4.19). Nosso Senhor declarou duas coisas importantes sobre a verdadeira adoração. Primeiro, onde se deve adorar a Deus; em segundo lugar, como se deve adorá-Lo.

1.1.    Onde adorar a Deus?
Para a mulher samaritana o lugar correto de adoração era o monte de Samaria. Mas para os judeus, era Jerusalém. Entretanto, nosso Senhor revelou claramente que chegaria um tempo em que o essencial da adoração não seria o lugar geográfico, pois "os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade" (Jo 4.23,24).

1.2.    A atitude do adorador.
Além de adorar "em espírito", o cristão deve adorar "em verdade" (Jo 4.24). Nem todo hino ou cântico ou apresentação musical é adoração a Deus. Atualmente, a partir da influência do chamado "movimento gospel", as músicas têm sido usadas de forma a exaltar "artistas" ou "levitas". Isso é uma visão deturpada da adoração. Multidões se ajuntam em templos, estádios ou praças, para assistirem "shows gospel", onde a humildade e a contrição estão longe do propósito original da adoração. Ora, a verdadeira adoração é "em espírito e em verdade", e para a glória de Deus. Somente Ele é o centro da adoração!

2. Com o "culto racional".
Paulo escreveu aos cristãos de Roma acerca de apresentarmo-nos a Deus em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o nosso culto racional (Rm 12.1). O culto racional significa cultuar a Deus "com razão de ser", motivados espiritualmente, portadores de uma sinceridade profunda: "glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus" (1 Co 6.20).
O objetivo do culto racional é este:
"para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Rm 12.2).

SÍNTESE DO TÓPICO II
Devemos adorar a Deus “em espírito e em verdade", a partir de um “culto racional".

SUBSÍDIO VIDA CRISTÃ

"A Verdadeira adoração não tem a ver necessariamente com canções, instrumentos, grupos musicais ou corais. A essência da adoração é uma vida inteiramente ligada a Deus. É ter uma relação íntima com Ele. É falar, pensar, agir, cantar e viver em total sintonia com sua vontade e sua Palavra (1 Sm 15.22). Adoração é viver com Ele, por Ele e para Ele. É em tudo glorificá-lo. É ter o desejo constante de agradá-Lo, de fazê-Lo sorrir e de exalar um cheiro suave e agradável ao Senhor em todo o tempo. É ser amante de Cristo, amá-Lo pelo que Ele é, e não apenas pelo que Ele pode fazer.

[...] A adoração não está presa a rituais, nem a fórmulas, nem a expressões esteriotipadas e pré-determinadas pelo tempo, estilo pessoal, ou espaço. [...] A adoração deve envolver todo o nosso coração, a nossa alma, o nosso entendimento e toda a nossa força (Mt 22.37)" (SILVA, Edvanderson. Adoração sem Limites: Um coração aos pés de Cristo. Rio de janeiro: CPAD, 2012, pp.20-21).

III - GESTOS E ATITUDES NA ADORAÇÃO A DEUS
1. Ajoelhar-se e prostrar-se.
São gestos de profunda reverência diante de Deus. Salomão, na inauguração do Templo, em Jerusalém, diante de todo o povo, se pôs de joelhos, adorando a Deus: "Sucedeu, pois, que, acabando Salomão de fazer ao Senhor esta oração e esta súplica, estando de joelhos e com as mãos estendidas para os céus, se levantou de diante do altar do Senhor" (1 Rs 8.54). Jesus prostrou-se diante do Pai em súplica (Mt 26.39).

2. Louvar e Cantar.
Davi introduziu o uso de instrumentos musicais, do cântico coral e congregacional no culto a Deus. Ele mandou selecionar e preparar 4.000 cantores oficiais, que se revezavam em turnos (1 Cr 23.5,6), acompanhados com instrumentos musicais e dirigidos por 288 maestros (1 Cr 25.7). Na Igreja de Cristo, a adoração a Deus também se expressa com cânticos e hinos de caráter espiritual. O apóstolo Paulo nos exorta a praticar a verdadeira adoração de forma consciente e profunda: "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando ao Senhor com graça em vosso coração" (Cl3.16-grifo meu).

3. Glorificar a Deus.
Ao longo das Escrituras Sagradas, aprendemos que devemos glorificar a Deus com a inteireza do nosso ser (1 Ts 5.23). Ora, se nós somos templo do Espírito Santo, significa que Ele habita em nós, logo. Deus não aceita nada menos que o todo do nosso ser, isto é, "vosso corpo" e "vosso espírito" (1 Co 6.19,20).

O salmista lembra-nos de que a nossa adoração deve ser expressa da seguinte maneira: “Oferece a Deus sacrifício de louvor e paga ao Altíssimo os teus votos" (Sl 50.14). A Palavra de Deus nos ensina que quem oferece sacrifício de louvor a Deus, o glorifica (Sl 50.23). É um privilégio glorificar a Deus e apresentar-nos diante dEle.

SÍNTESE DO TÓPICO III
Dentre muitos gestos e atitudes que expressam a adoração estão o ajoelhar-se, o prostrar-se, o louvar, o cantar, o glorificar a Deus.

SUBSÍDIO VIDA CRISTÃ
"Muitas coisas foram ditas sobre o que acontece quando somos cheios com o Espírito - muitas coisas estranhas e controversas, de fato, Mas a Palavra de Deus diz que quando o Espírito de Deus se faz presente em nosso meio, começamos a cantar. Nós admoestamos uns aos outros com salmos, hinos e cânticos espirituais. O verdadeiro cântico de adoração nasce, em primeiro lugar, desta verdade: o Espírito Santo de Deus veio para viver em seus filhos. Afinamos nossos corações para cantar seu louvor porque Ele é o Único que faz a perfeita afinação.

Esta é a própria confirmação de que Deus está entre nós. Martinho Lutero uma vez escreveu: 'O Diabo odeia a música porque ele não suporta a alegria. Satanás pode escarnecer, mas não pode rir; ele pode zombar, mas não pode cantar’. Talvez Lutero estivesse pensando neste surpreendente versículo: ‘Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de cânticos; então, se dizia entre as nações: Grandes coisas fez o Senhor a estes’ (Sl 126.2)” (JEREMIAH, David. O Desejo do meu Coração: Vivendo Cada Momento na Maravilha da Adoração. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, pp.129-30).
CONCLUSÃO
Na mordomia da adoração, precisamos saber que Deus não vê apenas o gesto exterior como expressão de louvor, mas também a motivação do coração (1 Sm 16.7). Oremos como Davi orou: "Senhor, tu me sondaste e me conheces. Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento" (Sl 139.1,2).

PARA REFLETIR
A respeito de "A Mordomia da Adoração" responda:

1) O que significa adoração, no sentido etimológico?
No sentido etimológico significa "Culto ou veneração que se presta a uma divindade".

2) Atualmente, qual o significado da palavra liturgia?
Atualmente, a palavra liturgia refere-se à forma de organização do culto e seu desenvolvimento.

3) Quais foram as duas coisas importantes que Jesus disse a respeito da adoração?
Primeiro, onde se deve adorar a Deus; em segundo lugar, como se deve adorá-Lo.

4) Qual é o objetivo do culto racional?
O objetivo do culto racional é este: "para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Rm 12.2).

5) Cite aos menos dois gestos e atitudes na adoração a Deus.
Ajoelhar-se e prostrar-se; louvar e cantar.