BAIXE O APLICATIVO E OUÇA PELO CELULAR E TABLET

RADIOS NET

POPUP MODERNO

Player Moderno PopUp

ESCUTAR NO CELULAR

BAIXE O APLICATIVO E OUÇA PELO CELULAR E TABLET

Ouça Nossa Rádio Ao Vivo - CX Radio

PARTICIPAÇÃO, OPINIÃO, AJUDAR.

GRAVAÇÃO DE PROPAGANDA, CHAMADAS.

SALGADOS D' ALINE

Internet Banda Larga ConectMais

DEPOSITE UMA AJUDA

DEPOSITE UMA AJUDA
SEJA MANTENEDOR DESTA OBRA

Parceiros

KEROS LANCHES

KEROS LANCHES
Keros Lanches em Cidade Pomar Serra - Es.

APOIAMOS O PROJETO JESUS É VIDA

QUERO AJUDAR

QUERO AJUDAR
Ajude-nos com está obra

CONTADOR DE OUVINTES

Total de visualizações de página

SOBRE NOS

Localizada em Cidade Pomar na Serra, no estado do Espírito Santo, a Rádio Aba Pai está no ar há mais de 10 anos. Sua programação inclui variedades musicais, entretenimento e informação e dirige-se a ouvintes de várias classes, credos e raças.

domingo, 22 de março de 2020

Lição 13: O Novo Homem em Jesus Cristo

Lições Bíblicas do 1° trimestre de 2020 - CPAD | Classe: Adultos | Data da

Texto Áureo
"Até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo." (Ef 4.13)
Verdade Prática
A salvação em Jesus Cristo leva-nos à perfeição espiritual, moral e ética, porque Ele, embora Deus, foi o mais perfeito e completo dos seres humanos.
Leitura diária
Segunda - Hb 12.2: Jesus Cristo é o nosso modelo de perfeição
Terça - Gn 17.1: Deus exige a perfeição de seus filhos
Quarta - Mt 5.48: Jesus exige a perfeição de seus discípulos
Quinta - Jó 1.1: Jó, exemplo de perfeição espiritual e moral
Sexta - Ez 14.14,20: Homens que se destacaram pela perfeição
Sábado - Fp 3.1-16: O alvo de Paulo: a perfeição em Cristo
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 3.1-16
1- E havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
2- Este foi ter de noite com Jesus e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és mestre vindo de Deus, porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
3- Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.
4- Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura, pode tornar a entrar no ventre de sua mãe e nascer?
5- Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espirito não pode entrar no Reino de Deus.
6- O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espirito é espirito.
7- Não te maravilhes de ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
8- O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
9- Nicodemos respondeu e disse-lhe: Como pode ser isso?
10- Jesus respondeu e disse-lhe: Tu és mestre de Israel e não sabes isso?
11- Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que vimos, e não aceitais o nosso testemunho.
12- Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?
13 - Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do Homem, que está no céu.
14 - E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado,
15 - para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
16- Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

HINOS SUGERIDOS: 111, 282, 468

OBJETIVO GERAL
Mostrar que a salvação em Cristo implica a geração de um novo homem.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I - Apresentar o nascimento do Novo Homem;
II - Explanara justificação do Novo Homem;
III - Enfatizar a santificação do Novo Homem.

• INTERAGINDO COM O PROFESSOR

Chegamos á última lição do trimestre. Essa é uma excelente oportunidade para você fazer uma avaliação do seu desempenho ao longo destes meses. O professor da Escola Dominical nunca deve ficar satisfeito com o seu desempenho. Analisá-lo e planejar suas aulas faz parte da função dos Educadores Cristãos. Além de rever o que foi feito ao longo do trimestre, há a possibilidade de fazer ajustes e aperfeiçoamento para o próximo trimestre. Portanto, não perca essa oportunidade. Faça uma avaliação de sua prática educativa.

PONTO CENTRAL
A salvação em Cristo gera um novo homem.

INTRODUÇÃO
É possível alcançar a perfeição espiritual nesta vida? Do ponto de vista humano, não. Mas, quando abrimos a Bíblia Sagrada, constatamos que tal perfeição não somente é possível, como também desejável e requerida de todo aquele que professa o nome de Deus.

Se nos valermos de nossas forças, jamais a alcançaremos. Mas, em Jesus Cristo, nossa velha natureza renasce para a vida eterna. Dessa forma, o ideal que Deus estabelecera para o primeiro Adão torna-se possível, em seu Filho, o Último Adão.

Nesta última lição do trimestre, estudaremos o nascimento, a justificação, a santificação e a glorificação do novo homem em Cristo.

Que o Espírito Santo nos ilumine nesta aula.

I - O NASCIMENTO DO NOVO HOMEM
Jesus ensinou a Nicodemos, renomado mestre da Lei, que o novo homem não é gerado nem da carne nem do sangue, mas de Deus, da água e do Espirito.

1. Nascido não do sangue nem da carne.
No prólogo de seu evangelho, o apóstolo João afiança que o novo homem, em Cristo, é, antes de tudo, uma criação espiritual; não é gerado nem do sangue nem da carne, mas de Deus (Jo 1.12,13). Apesar do pecado do primeiro Adão, nós podemos renascer para Deus, através dos méritos de Jesus, o Último Adão.

A atuação do Espírito Santo, no interior do ser humano, é o milagre mais expressivo que Deus pode operar em nossa vida. Ao nascer de novo, o homem experimenta um novo gênesis - a comunhão plena com o Pai Celeste (Rm 8.16).

2. Nascido de Deus.
O nascimento do novo homem é descrito, pelo Evangelista, como o ato de nascer de Deus (Jo 1.12). Isso implica a aceitação, pela fé, do plano de Salvação que o Pai Celeste elaborou bem antes da fundação do mundo (Ap 13.8). Tornar-se nova criatura, em Cristo, é o auge da bem-aventurança humana (2 Co 5.17; Gl 6.15). Logo, nascer de Deus é tornar-se filho de Deus pela fé (Jo 1.12).

3. Nascido da água.
O batismo em águas só tem efeito salvador quando recebido pela fé (Mc 16.16). Se devidamente observado, simboliza não apenas a morte e a ressurreição de Cristo, como também o renascimento espiritual daquele que o recebe como Salvador e Senhor (Rm 6.1-12). Dessa forma, cumpre-se o que Paulo escreveu, asseverando que Jesus nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espirito Santo (Tt 3-5). Dessa experiência ressurge o novo homem em Jesus Cristo.

4. Nascido do Espírito Santo.
A regeneração só é possível através da atuação do Espírito Santo na vida do pecador arrependido; é Ele quem opera o novo nascimento (Jo 3.6). Esse ato regenerador não pode ser explicado em linguagem humana (Jo 3.8). Somente a partir dessa ação sobrenatural, em nossa alma, é que o novo homem, em Cristo, torna-se possível (Gl 6.15). Temos, aí, a genuína conversão.

SÍNTESE DO TÓPICO I
O novo homem não nasce do sangue nem da carne, mas de Deus, da água e do Espírito.

SUBSÍDIO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO
O Novo Nascimento é uma das mais gloriosas bênçãos dos que foram regenerados pelo Espírito Santo. É o Espirito Santo que opera o novo nascimento (Jo 3.6). Por isso, neste tópico, é a oportunidade de você reafirmar essa tão bela doutrina do Novo Testamento. Faça uma recapitulação da realidade da Queda humana. E mostre que o Novo Nascimento é a garantia de Deus acerca da restauração do ser humano tragado pelo pecado. Assim, mostre que Deus, por meio da cruz de Cristo, e por intermédio do Espírito Santo, garantiu a salvação a todos os que se arrependem de seus pecados e creem no Filho de Deus. Em Cristo, está firmada a nossa eterna salvação.

II - A JUSTIFICAÇÃO DO NOVO HOMEM
O novo homem nasce, através da fé em Jesus Cristo, num contexto de injustiça e pecado. Por isso, precisa de um novo status diante do tribunal de Deus - a justificação pela fé.

1. A inutilidade da justiça humana.
Nossas obras, ainda que boas e aparentemente meritórias, não nos salvam nem nos justificam diante de Deus (Ef 2.8,9). Aliás, são elas consideradas trapos de imundície (Is 64.6). Só existe um meio de obtermos a salvação e de nos justificarmos perante o Justo Juiz: a fé nos méritos perfeitíssimos de Jesus Cristo (Rm 5.1).

A partir desse processo, o novo homem passa a ter um novo status jurídico perante Deus (Rm 5.9).

2. A maravilhosa doutrina da justificação.
Ao pecador que, pela fé, recebe a Jesus, Deus lhe concede mais que um mero perdão e muito mais que uma anistia; concede-lhe o status de justo, pois a justiça de Cristo muda por completo a "situação jurídica" do réu (1 Co 6.11). Este é completamente perdoado; e seus pecados, inteiramente apagados (Hb 10.17).

3. O novo homem é justo.
A partir de sua conversão, o pecador passa a ser visto por Deus como se jamais tivesse cometido qualquer injustiça; de agora em diante, é um justo aos olhos de Deus (1 Jo 3.7). Haja vista o que houve com o ladrão que, na cruz, creu no sacrifício de Jesus Cristo (Lc 23.42,43).

SÍNTESE DO TÓPICO II
O novo homem foi justificado pela fé em Jesus Cristo, num contexto de injustiça e pecado.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO

“Assim como a regeneração leva a efeito uma mudança em nossa natureza, a justificação modifica a nossa situação diante de Deus. 0 termo 'justificação' refere-se ao ato mediante o qual, com base na obra infinitamente justa e satisfatória de Cristo na cruz. Deus declara os pecadores condenados livres de toda a culpa do pecado e de suas consequências eternas, declarando-os plenamente justos aos seus olhos. 0 Deus que detesta 'o que justifica o ímpio’ (Pv 17.15) mantém sua própria justiça ao justificá-lo, porque Cristo já pagou a penalidade integral do pecado (Rm 3.21-26). Constamos, portanto, diante de Deus como plenamente absolvidos" (HORTON, Stanley (Ed.). Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, p.372).

Ill - A SANTIFICAÇÃO DO NOVO HOMEM
Ao contrário da regeneração, que é um ato instantâneo, a santificação é um processo que demanda toda a nossa vida até alcançarmos a estatura de varões perfeitos.

1. A santificação como posicionamento.
No exato instante de sua conversão, o pecador arrependido passa a ser visto não apenas como justo, mas também como santo por Deus e pela Igreja (Lc 23.42; 1 Co 1.2). Já separado do mundo, torna-se propriedade exclusiva do Senhor (Êx 19.5; 1 Pe 2.9). Posicionalmente é santo, embora esteja ainda em processo de santificação.

2. A santificação como processo.
O novo homem, em Cristo, ainda que seja visto como santo, e realmente o é, terá de submeter-se a um longo e disciplinado processo de santificação, até que venha a alcançar a estatura do Filho de Deus (Pv 4.18; Ef 4.13).

Na santificação do novo homem, a Palavra de Deus é imprescindível, pois nos conduz ao ideal cristão: perfeição e santidade, para que em tudo sejamos imagem e semelhança de Deus (Gn 17.1; Mt 5.48; 1 Pe 1.16).

3. A santificação é a vontade de Deus no novo homem.
O novo homem é impossível sem o processo de santificação (Hb 12.14). Quanto mais nos santificamos, mas parecidos nos tornamos com 0 Senhor Jesus; somos seus imitadores (1 Co 11.1). Logo, devemos ver a santificação como a vontade suprema de Deus para a nossa vida (1 Ts 4.3). Mas, se pecarmos, o sangue de Jesus Cristo nos purifica de toda a injustiça e impureza (Jo 1.7).

Que a Igreja de Cristo volte a pregar, com mais instância e urgência, a doutrina da santificação. Nenhum impuro ou profano entrará na Jerusalém Celeste (Ap 21.8).

SÍNTESE DO TÓPICO III
A santificação é um processo que demanda toda a nossa vida até alcançarmos a estatura de varões perfeitos.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
"Atualmente, há urgente necessidade de renovada ênfase à doutrina da santificação nos círculos pentecostais. Em primeiro lugar porque são raros os pentecostais que hoje aceitariam a ideia de estar precisando de renovação espiritual. A despeito de muitíssimos crentes terem sido batizados no Espírito Santo, são muitas as igrejas pentecostais que não possuem a vitalidade e a eficácia que nelas se evidenciavam em anos anteriores. Em segundo lugar, a ênfase pentecostal ao batismo no Espirito e aos dons sobre naturais do Espirito tem resultado numa falta de ênfase ao restante da obra do Espírito, inclusive a santificação. Em terceiro lugar, a aceitação mais generalizada dos pentecostais e dos carismáticos parece ter ameaçado a distinção tradicional entre a Igreja e o mundo, lançando dúvidas sobre muitos dos antigos padrões de santidade. E, finalmente, os pentecostais de hoje dão muito valor à popularidade que acabaram de conquistar e, no afã de preservá-la, zelam por evitar qualquer aparência de elitismo espiritual" (HORTON, Stanley (Ed.). Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, p.412).

CONCLUSÃO
Quem recebeu Jesus como o seu Salvador e Senhor, tomou a melhor decisão, pois os seus pecados foram apagados por Cristo. A nova vida em Jesus é um presente de Deus.

E, quando do arrebatamento da Igreja, você será semelhante ao Senhor Jesus, porque esta é a promessa que Ele nos fez por intermédio do apóstolo João: “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos" (1Jo 3.2).

Sim, nós os redimidos do Cordeiro, seremos glorificados. E, nessa bem-aventurança, estaremos para sempre com o Senhor.

Que o Cordeiro de Deus seja eternamente louvado!

PARA REFLETIR
A respeito de "O Novo Homem em Jesus Cristo", responda:

•        O que o apóstolo João afiança acerca do novo homem?
No prólogo de seu evangelho, o apóstolo João afiança que o novo homem, em Cristo, é, antes de tudo, uma criação espiritual.

•        De que forma o novo homem é justificado perante Deus?
Na fé nos méritos perfeitíssimos de Jesus Cristo (Rm 5.1).

•        Em que consiste a santificação do novo homem?
A santificação é um processo que demanda toda a nossa vida até alcançarmos a estatura de varões perfeitos.

•        O que ocorre com o pecador no exato instante de sua conversão?
No exato instante de sua conversão, o pecador arrependido passa a ser visto não apenas como justo, mas também como santo por Deus e pela Igreja.

•        O que é imprescindível na santificação do novo homem?
Na santificação do novo homem, a Palavra de Deus é imprescindível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário